Tag

lula

Browsing
PT aluga ônibus para trazer manifestantes do interior para Curitiba
Militante petista André Guimarães, ex-assessor do ex-deputado André Vargas, comandou a “caravana” de Londrina que veio a Curitiba; outros ônibus vieram de Maringá, Apucarana e outras cidades do Paraná; parte da concentração para  a volta ocorreu na Praça Tiradentes, no Centro de Curitiba

A manifestação pró-Dilma e Lula ocorrida na última sexta (18), em Curitiba, contou com a participação de militantes do interior do Paraná, que vieram a Curitiba através de ônibus bancados por petistas ou por sindicatos. Isto porque a Frente Brasil Popular, que coordenou o ato ao lado do PT, sindicatos, MST e CUT, decidiu concentrar o ato do Paraná apenas em Curitiba. Segundo a Polícia Militar, foram cerca de 5 mil participantes, número bem interior ao de 200 mil registrado na manifestação contra Lula e Dilma no domingo anterior (13).

Segundo anotou o blogueiro Angelo Rigonmanifestantes do Norte do Paraná se concentraram na manhã da sexta na frente da Praça da Catedral de Maringá, para pegar um ônibus que os levou para Curitiba Ao todo, segundo Rigon, saíram da praça sete ônibus levando gente de Maringá, Barbosa . Ferraz, Apucarana e Querência do Norte.

Já em Londrina, quem comandou a “caravana” dos ônibus petistas foi o militante petista André Guimarães, e ex-assessor do ex-deputado André Vargas (PT), preso por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobrás.

Já segundo o site O Antagonista, a locação de ônibus pelo PT está ocorreu também em São Paulo. “O Antagonista tem recebido informações de todo o País que apontam para uma ação orquestrada, com pagamento de R$ 30 por pessoa e transporte em ônibus até os locais de concentração. De São Bernardo do Campo e São José do Rio Preto (foto abaixo) partiram dezenas de ônibus lotados de militantes. Os diretórios do PT têm convocado funcionários comissionados com a ameaça de que perderão seus cargos”.

sergio moro

Carlos Ohara, na Folha.com

Com palavras de ordem em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao Partidos dos Trabalhadores, militantes de centrais sindicais interromperam, na noite desta terça-feira (8), a sessão solene da Câmara Municipal de Maringá (a 426 km de Curitiba), na região norte do Paraná, no momento em que Odete Moro, mãe do juiz da Lava Jato, Sergio Moro, era homenageada. Com punhos levantados, cerca de 30 manifestantes gritavam “Lula, guerreiro do povo brasileiro” e “partido…é dos trabalhadores”. Alguns chegaram a vaiá-la.

A manifestação foi sufocada por uma salva de palmas contínua, direcionadas à mãe de Moro, de outras pessoas que acompanhavam a sessão. A galeria da Câmara Municipal de Maringá comporta 300 pessoas e o local estava lotado.

Com acirramento dos ânimos, entre os grupos pró e contra Lula, o presidente do Legislativo, Chico Caiana (PTB), pediu calma aos presentes e que as manifestações contrárias fossem interrompidas, alegando que a data era destinada à homenagem às mulheres.