Tag

luciano ducci

Browsing

O deputado federal Luciano Ducci (PSB) destacou nesta quarta-feira, 13, a eficácia da vacina CoronaVac, segundo resultados divulgados pelo Butantan. “Estamos diante de um resultado que comprova que a vacina produzida pela Sinovac é segura e nos protege de adoecer gravemente, de precisar de UTI, por exemplo. O que melhora a situação de todo o nosso sistema de saúde também”, escreveu nas redes sociais.

Segundo os resultados da pesquisa, divulgados pelo Butantan, a CoronaVac tem eficácia global de 50,38%, mais do que o mínimo exigido pela Organização Mundial da Vacina (OMS) e Anvisa que é de 50%. Sobre o que esperar da vacina, Ducci explicou como se dará a imunização.

“Com eficácia global de 50,38%, metade das pessoas que receberam a vacina não terá covid-19, 78% de eficácia, significa que cerca de 22% dos contaminados poderão ter sintomas moderados. Quando possui 100% de eficácia para casos graves, nenhum dos vacinados têm potencial de adoecer gravemente”, explicou.

Detalhes dos estudos clínicos revelam que a eficácia global da vacina considera os efeitos de imunização contra todos os tipos de infecção, ou seja: casos assintomáticos, leves ou graves, sem recorte de grupo. “Precisamos confiar na ciência e continuarmos com os cuidados, pois os casos e mortes ainda estão longe do controle. Essa vacina é a esperança para muitos brasileiros, estamos confiantes”, reiterou Ducci.

O deputado Luciano Ducci (PSB) voltou a alertar neste sábado, 15, sobre a propagação de notícias falsas de medicamentos milagrosos ou sem eficácia comprovada no tratamento da covid-19 e que grassam nas redes sociais, principalmente nos grupos de whatsapp, facebook e instagram. “Além de perigoso, traz a falsa impressão que a doença tem cura e de tratamento fácil, o que desencadeia as aglomerações e o relaxo de medidas simples como a higiene e o uso da máscara”, disse Ducci que é médico pediatra.

Essa montoeira de desinformação é chamada pela OMS de infodemia. A facilidade e velocidade de disseminação das fake news tem preocupado especialistas, em especial na área da saúde, pelo embate que as notícias falsas podem gerar junto à população. “O impacto representa um problema sério para a integridade e a vida das pessoas. A covid não é uma gripezinha como se chegou a supor, já matou mais de 100 mil pessoas”, disse Ducci.

Um estudo da Revista Americana de Medicina e Higiene Tropical aponta que notícias falsas sobre a pandemia da covid-19 se disseminou em pelo menos 87 países. O Brasil é o sexto país de onde mais vem a desinformação envolvendo o tema, ficando atrás de países como Indonésia, Espanha, China, EUA e Índia.
 
“Sabemos que ainda não existe tratamento específico para a doença, mas apenas medicamentos indicados para aliviar os sintomas. A disseminação desse tipo de informação fez com que aumentasse o impacto da pandemia, principalmente entre os mais pobres e nas pessoas que não procuram outras fontes idôneas de informação”, disse Ducci.

O deputado disse que a reação à desinformação é ainda pequena, apesar de um grupo de empresas que controlam as redes sociais – Facebook, Google, LinkedIn, Microsoft, Twitter, Reddit e YouTube – já alteraram as regras de moderação de conteúdo, tornando-os mais rigorosos.

O deputado Luciano Ducci (PSB) destinou neste ano R$ 11,5 milhões em emendas para a saúde de todo o Paraná. “Saúde sempre é prioridade, mais ainda neste momento de pandemia. São recursos investidos na melhoria de hospitais, ampliação de atendimento médico, compra de equipamentos e de insumos”, disse Ducci.

Alguns dos hospitais atendidos são de Curitiba e região: Angelina Caron (R$ 200 mil ), Hospital do Idoso (R$ 260 mil), Cruz Vermelha (R$ 100 mil), Erasto Gaertner (R$ 200 mil), Mater Dei (R$ 100 mil), Pequeno Príncipe (R$250 mil ), São Vicente (R$ 200 mil), Hospital Cajuru (R$ 100 mil), Santa Casa (R$ 150 mil) e Hospital Bom Jesus (R$ 200 mil).

Com a crise emergencial do coronavírus um crédito adicional foi aberto e Ducci conseguiu destinar mais R$ 1,5 milhão para Curitiba e municípios da região: Curitiba (R$ 466.666,00), Rio Negro (R$ 207.471,00), Mandirituba (R$ 250 mil), Lapa (R$ 250 mil), Rio Branco do Sul (R$ 100 mil), Sengés (R$ 150 mil).

Além da saúde, o deputado também destinou R$1,5 milhão para a área social, com repasses para instituições de atendimento à população vulnerável e aporte às Apaes de todo o estado.

Ducci afirma não se pode deixar de dar atenção a estas instituições num momento de crise econômica. “É imprescindível, o suporte financeiro ao sistema de saúde, porém, não podemos deixar as instituições que desenvolvem trabalho social, neste momento, desamparadas. O trabalho delas aumentou, as famílias que precisam deste trabalho também, e por isso, que fizemos um grande repasse à instituições de assistência e Apaes de todo o Paraná.
Área de anexos