Tag

inscrições

Browsing

A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná/Sedest-PR, junto com o Núcleo de Educação à Distância da Unicentro/Nead Unicentro, a Universidade Virtual do Paraná/UVPR e a Proteção Animal Mundial, vão promover o “Curso on line gratuito de atendimento a maus tratos a animais”.

As inscrições podem ser feitas no link: https://bit.ly/3aMPPL2 até 5 de março. O curso é aberto para protetores independentes, integrantes de organizações da sociedade civil de proteção animal, técnicos das 399 prefeituras, médicos veterinários e zootecnistas. Todas as informações serão enviadas para o e-mail cadastrado.

São três módulos: Conceitos Fundamentais e Legislação Incidente; Registro de Denúncias e Atendimento aos Maus-tratos; e Maus-tratos e Educação Ambiental. A duração é de três meses e início na segunda quinzena de março.

(Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo)

Nos CMEIS, as novas matrículas para alunos de 04 e 05 anos começam nesta quinta-feira (04)

Começou nesta quarta-feira (03) o período de matrículas e transferências nas escolas da rede municipal de ensino de Foz do Iguaçu para crianças provenientes de outros municípios ou da rede particular de ensino. Nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), as novas matrículas e transferências para alunos de 04 e 05 anos iniciam na quinta-feira (04).

Foz possui 50 escolas municipais e 42 CMEIS com 17.850 alunos matriculados no Ensino Fundamental e 7.686 na Educação Infantil. Para preencher o formulário de matrícula e entregar a documentação da criança, é necessário que apenas um dos responsáveis compareça à instituição de ensino de sua preferência, seguindo todas as medidas de prevenção ao Coronavírus, como o uso obrigatório de máscara.

O período de rematrículas na rede municipal ocorreu em novembro do ano passado e as matrículas para o 1º ano do Ensino Fundamental em dezembro. A SMED também esclarece que não há necessidade de os pais formarem filas ou pernoitarem nas escolas, já que todas as vagas estão garantidas.

Organização

As aulas na rede municipal recomeçam no dia 1º de março para alunos a partir de 4 anos. Os pais poderão optar em enviar os filhos ou manter as atividades remotas em casa.

A volta às aulas está sendo organizada pela Prefeitura de Foz desde o ano passado, quando foi criado um comitê com representantes das Secretarias de Saúde e Educação. O retorno acontecerá de forma segura, respeitando todas as medidas sanitárias, com distanciamento de um metro e meio entre as carteiras, medição de temperatura e uso obrigatório de máscara para todos os alunos e funcionários. As escolas também devem disponibilizar álcool em gel para higienização constante das mãos.

A Cohapar abriu as inscrições para o processo seletivo de 188 novas casas populares que serão construídas na cidade nas próximas semanas. As unidades fazem parte da 1ª etapa do Residencial Parque dos Tropeiros, que contará ao todo com 444 imóveis. As informações são da Agência Brasil.

As obras serão executadas pela Cobec Construtora e contarão com investimentos de aproximadamente R$ 33,3 milhões em recursos do FGTS financiados pela Caixa Econômica. Além do cadastramento e seleção dos beneficiários, o projeto contará com a assessoria técnica da Cohapar e poderá ter ainda contrapartidas da Copel e Sanepar por meio do programa Casa Fácil Paraná.

COMO PARTICIPAR – Os interessados em adquirir uma das futuras casas devem realizar uma inscrição única por família no site cohapar.pr.gov.br/cadastro. No momento, o município conta com 592 inscrições ativas, cuja lista é pública e pode ser acessada pelo mesmo endereço eletrônico.

A seleção deste projeto será feita pelos técnicos da Cohapar entre as pessoas cadastradas com renda familiar mensal a partir de R$ 1.700, que não possuam casa própria e que não tenham sido beneficiadas por outros projetos habitacionais do governo. A prioridade de atendimento será para aquelas de menor renda, desde que comprovem a capacidade de pagamento e não tenham restrições de crédito.

O EMPREENDIMENTO – O Residencial Parque dos Tropeiros será construído em uma área total de 18 mil metros quadrados, entre as ruas Amazonas e Acre, no bairro Alto da Cruz. O local permite fácil acesso à BR-476 e à PR-427 e está a poucos minutos de deslocamento do centro da cidade.

As casas são geminadas, com modelos padrão de 41,87 m², em lotes que vão de 93 a 209 m² de área total. Todas possuem dois quartos, sala, cozinha e banheiro, com jardim e quintal privativos. Informações mais detalhadas podem ser conferidas na página do empreendimento no site da Cohapar.

VANTAGENS – Os imóveis poderão ser financiados em até 30 anos, com subsídios de até R$ 18.890 por unidade. Com os descontos, as prestações começam a partir de R$ 497 ao mês, variando de acordo com as condições de financiamento de cada comprador.

As vantagens incluem do projeto também incluem a possibilidade de uso do saldo do FGTS para abatimento das prestações e juros reduzidos de financiamento. Os compradores também podem quitar a entrada em oito parcelas, sendo a última apenas ao receberam as chaves da casa.

Começam hoje (26) e vão até o dia 29 de janeiro as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2021. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), este ano o Fies vai oferecer 93 mil vagas

As inscrições podem ser feitas no portal do Fies. O resultado da seleção será divulgado no dia 2 de fevereiro. As informações são da Agência Brasil.

Em caso de pré-seleção para uma vaga na chamada única do Fies, o candidato terá o período de 3 a 5 de fevereiro de 2021 para complementar sua inscrição.

Quem não for pré-selecionado vai automaticamente para a lista de espera. A convocação por meio da lista de espera ocorrerá de 3 de fevereiro até 18 de março de 2021.

Pelo regulamento do programa, os candidatos pré-selecionados na lista de espera deverão complementar a inscrição no prazo de três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção.

Criado em 1999, o Fies tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Pode se inscrever no processo seletivo do Fies o candidato que participou do Enem, a partir da edição de 2010, e tenha obtido média aritmética nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a 0 na redação.

Também é necessário ter renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

O programa é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies tem regras específicas e funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.

Fies segundo semestre

Ontem (25), o MEC publicou, no Diário Oficial da União, as regras para o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referente ao segundo semestre de 2021. O cronograma de seleção, entretanto, ainda será publicado em edital específico.

A portaria dessa segunda-feira trata dos procedimentos e regras de oferta de vagas pelas instituições de educação superior, seleção das vagas a serem ofertadas, inscrição dos candidatos, classificação e pré-seleção dos candidatos, complementação da inscrição pelos candidatos pré-selecionados e redistribuição das vagas entre os grupos de preferência.

O prazo para inscrição no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) foi prorrogado para a próxima segunda-feira (25). As inscrições podem ser feitas pelo site do exame. As informações são da Agência Brasil.

O período para que os participantes solicitem atendimento especializado e tratamento pelo nome social para o exame também foi prorrogado até as 23h59 do dia 25. A aplicação das provas para o ensino fundamental e médio está prevista para o dia 25 de abril em todos os estados e no Distrito Federal.

O Encceja permite conceder o diploma de conclusão do ensino fundamental ou médio para jovens e adultos que não conseguiram obter o documento na idade prevista.

“A participação no Encceja Nacional 2020 é voluntária, gratuita e destinada a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada para cada etapa de ensino, desde que tenham, no mínimo, 15 anos completos para o ensino fundamental e, no mínimo, 18 anos completos no caso do ensino médio, na data do exame”, informou o Ministério da Educação.

Provas objetivas e redação

O exame é constituído de quatro provas objetivas, de acordo com o nível de ensino, contendo, cada uma, 30 questões de múltipla escolha nas áreas de ciências naturais, matemática, língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física, história e geografia. O candidato também será avaliado por meio de uma redação.

Ausência e ressarcimento

O edital do Encceja 2020 prevê que o participante inscrito que não comparecer para a realização das provas de todas as áreas do conhecimento e quiser participar da edição no ano seguinte deverá justificar a ausência. Caso o participante não faça a justificativa, deverá ressarcir um valor determinado pelo governo federal, conforme orientações divulgadas no site de inscrição.